dez
Evento, Urbano

Primeiro gol contra a crise …

Continuando a história de vitória da pequena empresa contra a crise …

Ciente da situação caótica que nos encontramos, paramos diante do gigante instalado com as dividas e buscamos forças para seguir e ou acreditar.

Onde ter forças para deixar o sofá e o pijama? Ficamos entre a falta de grana para o analista e o fato de assumir a derrota e reinventar os passos.

Eu, particularmente encontrei a força na fé. A certeza que tudo que espero vai acontecer para nos devolver honra, graça e sucesso.

Nosso desejo interior é a chama inicial de nossa vitória em renascer, após um declínio, eu tenho certeza disso, pois em desejar o melhor é impossível te-lo.

Enquanto escrevo isso, estou me esforçando para terminar a subida, ainda enfrentamos bancos e protestos, mas estabilizar minha pequena empresa será realizado, já que entramos na briga e vencemos mais de 4 etapas ate aqui.

Já levamos alguns escorregões e quem mais nos prejudica certamente são os bancos, que nos ofereceram “bons” empréstimos e depois sufocam cobrando juros abusivos, caso não alcancemos as metas e fiquemos inadimplentes.

Com relação à nossa pequena empresa íamos extingui-la, porém após uma conferencia com a fé, entendemos que não deveríamos aceitar o fato e em ações pequenas e determinadas estrategicamente comemoramos a nossa vitória ate aqui.

Paramos, observamos, analisamos e buscamos em Deus um conselho para entender como seguir ou posicionar-se, além do conhecimento técnico através de leituras e workshops para acertar o interior da empresa.

Parar para entender o processo racionalmente, baseando-me em fatos.

Observar as atitudes de todos que estiveram perto nos tempos “áureos”.

Buscar a resposta certa, na pessoa certa, o time com a intenção correta.

Entendemos que imprudência, pouco profissionalismo nas relações, intenções erradas, ganância, desordem e infantilidade profissional contribuíram para o declínio momentâneo, causado muito pela inocência profissional que entra quando nos encantamos com o aparente “sucesso”.

Entendemos as necessidades de restituir, de não ter raiva do banco ou dos cobradores e fornecedores, mas iniciamos tudo novamente em um processo que nos faz aceitar que o pequeno cliente pode abrir portas incríveis e nos ajudar a levantar.

Para levantarmos aqui, eu anunciei para os amigos mais íntimos a situação, pedi socorro aos irmãos e parceiros. Acreditei.

Nosso exemplo foi provocar no mercado, seja via rede social, e-mails, orações para sermos lembrado. Fizemos parcerias para ativarmos ações que valoriza nosso talento.

Na perseverança e fé, vamos passo a passo em rumo à vitória.

De repente o telefone toca e a primeira reunião, o primeiro cliente do novo tempo, e poucos dias depois, o e-mail recebido, um velho parceiro buscando novos talentos e muito trabalho a ser executado.

Passo a passo os serviços são prestados e nos permite seguir, acreditar, buscar, ainda com protestos bancários e ações judiciais, encontramos forças para dizer, tudo sera vencido. E os credores perturbam, pois não sabem que estamos em busca de soluções para quitarmos as pendencias.
Nessa hora, muita calma e renove a certeza que vai dar certo.

Algum tempo depois já pagamos as primeiras dividas e ainda conseguimos deixar em dia as nossas contas diárias. P
aramos para reanalisar e veja que legal as perspectivas mudaram já pagamos algumas dividas importantes e realizamos algumas vendas significativas.

Paramos no meio do dia e analisamos o que ainda precisamos organizar e restituir e então entendemos que serão necessários mais 24 meses para finalizarmos tudo que foi proposto no momento que decidimos reconstruir.

Sabemos que esse declínio foi proposital e permitido para aprendermos a gerir o que de mais precioso estar por vir.

Continuamos a buscar pela excelência.

Related Posts

Leave A Comment

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese